Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Off Pitch

Blogue do treinador Bruno Dias

Posicionamento vs Expectativas ou Plano Estratégico?

euro-2016-campeoes-41.jpg

O posicionamento é um construto associado ao marketing, basicamente, será a posição, pretende-se que, diferenciada na cabeça de um segmento específico de mercado, ou seja, este tem como expetativa a existência de uma produção compatível ao respetivo posicionamento.

Esta premissa é transversal aos diferentes mercados, o grande desafio dos líderes das organizações é ter claro o seu posicionamento a cada momento, ajustar as expetativas do mercado face ao rendimento que é esperado e ser adaptar-se tão rápido quanto possível ao novo posicionamento quando este é conquistado.

Um exemplo prático é a seleção A portuguesa após a conquista do Euro 2016, viu, por mérito próprio, alterado o seu posicionamento do panorama internacional, passando a ser encarada como um exemplo a seguir, por muitos, e um alvo a abater, por alguns, aumentando muito a sua responsabilidade de iniciativa nas mais diferentes áreas e, notoriamente, no “mandar” do jogo dentro das 4 linhas, sendo “obrigada” a assumir todos os jogos de forma proativa e menos expetante, fórmula que resultou no título europeu, enquadrado no posicionamento de candidata e não favorita.

O título conquistado acarreta o rótulo de favorita na maioria dos jogos e uma expetativa crescente dos adeptos do futebol, não somente dos portugueses.

Este processo adaptativo é também promovido pela dinâmica de gestão organizacional e pelo plano estratégico das organizações.

Esta alteração de posicionamento da seleção portuguesa, arrisco a afirmar, do futebol português, incluo pois claro as seleções de formação que tanto sucesso têm tido nos últimos anos, será fruto de um plano estratégico da FPF?

As expetativas internas e externas criadas ao redor do posicionamento da organização são vitais para a existência de um contexto propício ao sucesso e para a justa valorização deste.